Vejam o que eu vivi e senti durante um treino em que corri 35 km

O último treino de 35 km antes da Maratona de Berlim: há momentos que não se conseguem explicar só por palavras escritas. Depois de verem este vídeo vão perceber que as imagens, a entoação de voz, a música, o silêncio tornam tudo mágico, único.
Leia este artigo em: 2 mins
27.08.2018
Eu respeito e admiro tanto a senhora Maratona que sou capaz de tudo o que estiver ao meu alcance para não a desiludir. Esforço-me com prazer e dou sempre o meu melhor em cada treino, para conseguir fazer os 35 km. E vivo tudo intensamente, como se fosse o momento mais importante da minha vida. É por isto que a vida existe, malta! Para a vivemos ao mais alto nível, como ela merece.

Durante a preparação para esta Maratona fiz vários treinos longos, sempre a ritmos diferentes. E tenho tudo apontado. Querem saber:

— Corri 1x 25 Km (4’44’’ min/km)

— Corri 2x 21 Km (4’35’’ min/km e 4’26’’)

— Corri 2x 30 Km (4’40’’ min/km e 4’38’’ min/km)

— Corri 3x 35 Km (4’46’’ min/km, 4’39’’ min/km e 4’47’’ min/km)

Ainda tenho mais um treino longo à minha espera (de 25 Km), mas estes foram os mais desafiantes e importantes. Este vídeo representa o último treino longo de 35 quilómetros. Foi no dia 17 de agosto e, claramente, foi o mais difícil de todos, não tanto pela distância, mas sobretudo pelo vento fortíssimo, contra, que apanhámos nos últimos 17,5 km. Não me lembro de alguma vez ter apanhado tanto vento nos últimos cinco quilómetros, entre a Casa da Guia e a Estalagem do Muchaxo, no Guincho.

O meu incríBel Samuel foi quem gravou e editou este VLOG. Foi um desafio acompanhar-nos ao longo de todos estes quilómetros. Fica sempre muito por dizer e por ver.  E mesmo assim ele conseguiu captar aquilo que eu lhe pedi — a minha alegria imensa a correr, o meu compromisso para com a corrida, o meu entusiasmo por saber que não estou sozinha neste desafio, a minha logística e sobretudo, a minha adrenalina!

Mandar um “Yeeellllooooooooowwwwww” às 7 da manhã e fazer eco… é preciso estar num espetacular estado de ansiedade e felicidade. E eu estava. Sentimo-nos LIVRES quando corremos, e no final só temos mais é que celebrar a nossa conquista.

Pessoal, estou a 20 dias da Maratona de Berlim!