A minha sandwich é DoBem!

Gosto de comida no prato, como nas minhas queridas "Bowls". Mas vamos lá ver: quantas vezes não apetece comida "de mãos"? Apresento-te uma das sandes que faço cá em casa, que claramente mais me sacia.
Leia este artigo em: 2 mins
28.07.2017

Vamos por partes. Nunca tinha partilhado uma sandwich. Esta é a minha. À minha medida e sempre DoBem. A sandwich funciona muitas vezes como o meu pós-treino. Normalmente é sempre o meu almoço das 3 da tarde e costumo acompanhá-la sempre com uma salada “à escolha” (o que houver no frigorífico). 

Confesso que naqueles dias em que o treino é mais “puxado”, caso tenha bananas congeladas, ainda faço a minha sobremesa de gelado de banana – que é mesmo para “matar o bicho” caso ele teime “em dar de si”.

Experimentem e partilhem comigo. Digam lá que, à parte da primeira trinca, aquele momento em que “furas” o ovo escalfado é só o delírio. Eu fico “tola”. Já diz o Quim – “Eu vou comer até me lambuzar”. Ai meus Deus!!!!!!

Receita da minha sandwich


Ingredientes

1 alho francês
150 gr. cogumelos
1 c. chá de óleo de côco
sal marinho e pimenta preta a gosto

pão à escolha
acelgas (ou outro verde como alface, espinafres, agrião ou rúcula)
pêra-abacate
queijo vegan fatiado (eu usei Violife picante)
1 ovo escalfado (basta cozer numa panela com água e 1 c. chá de vinagre)
sementes de linhaça

Método

  1. Cortar os cogumelos e o alho francês.
  2. Saltear durante 3-4 minutos numa sertã com uma colher de chá de óleo de côco.
  3. Temperar com sal marinho e pimenta preta.

Montar a sandes

  1. Colocar os ingredientes na seguinte ordem: acelga, a fatia de queijo, a mistura de cogumelos e alho-francês, a pêra-abacate e o ovo escalfado.
  2. Polvilhar com uma colher de chá de sementes de linhaça.
  3. Fechar a sandes e servir!

Obrigada à minha amiga Francisca que me emprestou a cozinha maravilhosa dela, à Quinta do Arneiro pelo cabaz e à Ferrache pelo look.

Fotografias
André Nogueira