A minha mochila feita a partir de garrafas recicláveis

É raro o dia em que não ando numa correria e não paro em casa. Nesses dias, há certas coisas que têm sempre de andar comigo. Garrafa de água e marmitas são obrigatórios, não fosse eu a mulher da marmita e do snack, e desde que aceitei participar no desafio Plastic Free July, que a minha mochila está ainda mais cheia.
Leia este artigo em: 3 mins
25.07.2019
mochila

Além da garrafa e das marmitas, tenho sempre comigo um tea cup, para beber café e chá fora de casa sem ter de pedir copos descartáveis. Levo os meus sacos de pano para as compras, talheres, paninhos para servirem de individual e outros tantos guardanapos. Andar com o meu mundo às costas fez com que andasse cada vez menos com malas e passasse a escolher usar a mochila, como esta espetacular que trouxe comigo da Fair Bazaar.

A mochila é da marca Lefrik e existe em várias cores e podem comprar tanto na loja como no site, através deste link. Desde que a comecei a usar que se tem tornado na minha maior companheira. Parece pequena, mas é enorme, com imenso espaço e cabe um mundo lá dentro. Tem imensos compartimentos e é ótima para ter tudo organizado seja para um dia de gravações, um dia normal de trabalho ou até para ir a um festival de verão.

Uma das coisas que também me chamou à atenção é que todas as malas desta marca são feitas a partir de garrafas de plástico recicláveis e produzidas de maneira a poupar eletricidade e outros recursos naturais. Como já vos disse noutros artigos aqui no blog, estou numa fase da minha vida em que todos estes pequenos (grandes) detalhes contam, e fico de coração cheio ao saber que além de estar a tornar a minha vida mais simples e prática, também estou a contribuir para o bem-estar do nosso planeta.

Outra das coisas que nos últimos tempos tem facilitado muito a minha vida é optar por conjuntos de duas peças de roupa. Mais do que ter inúmeros vestidos ou macacões no meu roupeiro, como vos expliquei quando falei do meu último look aqui no blog — espreitem esse artigo aqui — prefiro ter duas peças separadas que posso ir combinando com outras roupas.

Aconteceu o mesmo com o conjunto da My Cleonice que partilhei convosco quando fui à festa da TVI, lembram-se? Espreitem aqui essa foto no meu Instagram. É um conjunto simples, em que posso simplesmente usar a saia com outra parte de cima e o top com outra parte de baixo. Com este conjunto que estão a ver nestas fotografias faço exatamente o mesmo.

Já vos disse que adoro conjuntos. Gosto de saber que, quando os uso ao mesmo tempo, toda a gente pensa que são um vestido ou um macacão. Mas também gosto de ter opções para combinar ao meu gosto. É esta a vantagem de usar conjuntos, a liberdade que isso me dá e o quanto espaço eu poupo no meu roupeiro.

Como estas duas peças têm uma textura e um tecido um pouco mais forte, escolhi combiná-las com um coquezinho e uma maquilhagem mais subtil. Nos pés, estas sandálias que têm uma ligeira plataforma. Vocês já sabem como é, não é verdade, malta? A pessoa é pequenina, e basta só um bocadinho de salto para ficar com uma perna mais longa.

AGRADECIMENTOS

Sparkl

Fair Bazaar

Freakloset

FOTOGRAFIA 

Joana Lemos

Eu, Isabel

A Isabel nasceu a 8 de maio de 1986 e é natural de Santa Maria de Lamas. Licenciou-se em Ciências da Comunicação, pela Universidade Nova de Lisboa, e fez uma pós-graduação em Cinema e Televisão pela Universidade Católica. Fez um curso de Rádio e Televisão no Cenjor e foi o seu trabalho como jornalista e produtora de conteúdos na Panavídeo que a levou para a televisão, em 2011. Durante 10 anos apresentou programas de entretenimento e, de forma intuitiva e natural, percebeu que aquilo que a move é a criação de conteúdos que inspirem, motivem e levem os outros a agir. Tem uma paixão enorme por comunicar e tudo o que comunica está intimamente ligado a uma vida natural carregada de energia, alegria e simplicidade.

É autora dos livros “O Meu Plano do Bem”, “A Comida que me Faz Brilhar”, “Eu sei como ser Feliz” e da coleção de livros infantis “Vamos fazer o Bem”.

Descobriu a paixão pela corrida em 2015, em particular pela distância da Maratona – 42.195m. Tem o desejo de completar a “World Marathon Majors” que inclui as 6 maiores Maratonas do Mundo. Já correu Londres, Boston, Nova Iorque e Berlim.

Esta vontade de gerar um impacto positivo nos outros levou-a a criar novas áreas de negócio, como um ginásio de eletroestimulação – o Efit Isabel Silva – uma marca de snacks saudáveis, a IncríBel e a VOA.

A 14 de Dezembro de 2016 lançou o blogue Iam Isabel e que hoje, numa versão mais madura, mas igualmente alegre e enérgica, é o canal DoBem.