7 soluções para deixarmos os nossos animais nas férias

Do BemDo Bem
Leia este artigo em: 6 mins
06.08.2022

Chegaram as férias e, com elas, a decisão sobre onde vamos deixar o nosso animal de estimação durante este período. A pergunta que se impõe é: qual a melhor solução para eles e, também, a mais ajustada às nossas necessidades e realidade?

Há quem os deixe “nos avós”, em casa – com supervisão e mimos dos vizinhos de baixo -, e quem os leve para a casa de amigos próximos. Contudo, nem todos têm o privilégio de poder encontrar um recanto de confiança para deixar o seu cão ou gato que, na maioria das vezes, também não nos pode acompanhar durante as férias.

Por esse motivo, sabemos que abandono de animais neste período atinge números dramáticos. Mas cuidar de um animal é ser responsável por ele e envolve um compromisso de amor e de companheirismo que não nos permite o seu descarte – muito menos para irmos de férias alguns dias descansados. Felizmente, há cada vez mais consciência e informação – sendo estas as melhores ferramentas para ajudar a reduzir estes números.  

Afinal, que opções temos para os nossos amigos de quatro patas ficarem num ambiente feliz e seguro enquanto vamos, nós também, recarregar baterias? Deixamos, aqui, 7 opções para te ajudar na tua decisão!

Onde deixar o meu cão/gato nas férias:

  • Casa de familiares ou amigos;
  • Hotéis para cães/gatos;
  • Serviços de pet sitting ao domicílio;
  • Pet sitting de amigos;
  • Estadia familiar para cães/gatos;
  • Abrigos para animais;
  • Comunidade pet sharing.

Em casa de família ou de amigos

Se não podes levar o teu animal contigo e a separação é inevitável, a opção mais económica é a de os deixares com alguém de confiança. Um amigo ou um familiar que o possa acolher é uma excelente alternativa, sobretudo se for alguém que ele já conheça e com o qual se sinta confortável. Combinem horários de passeios, alimentação e hábitos que ajudem a sua adaptação. Levem um ou mais objetos do animal, de forma a que não se sinta demasiado perdido.

Hotéis para cães/gatos

Os hotéis para cães e gatos são espaços criados exatamente para o propósito de acolher os animais em estadias de curta e média duração em caso de ausência dos donos. Aqui, podes ter a certeza de que o acolhimento segue regras próprias, que os profissionais sabem, por exemplo, as regras básicas de alimentação, rotinas de passeios e de higiene.

As instalações estão pensadas para eles – contudo, nada melhor do que ires visitar e conhecer o espaço antes de tomares uma decisão.

Uma das grandes vantagens do hotel é que podes procurar um que fique perto da tua área de residência ou perto do local onde vais estar a passar férias. Desta forma, vais poder visitar o teu animal de estimação, mesmo que ele não possa ficar hospedado contigo. 

Pet Sitting ao domicílio

Muitas vezes, sentimos que o nosso animal de estimação fica melhor em casa, no seu ambiente.

Caso retirar o teu animal do seu espaço seja algo que possa estar associado à criação de stresse, a melhor solução pode ser o pet sitting.

Nesta modalidade, o cão ou gato permanece no seu domicílio e tem “apenas” de lidar com a ausência da família, mas está já familiarizado com o seu espaço, os cheiros e os objetos que o rodeiam.

Nesta opção, há um profissional que vais conhecer antes saíres para férias – a quem vais deixar as tuas indicações e chaves e que vai cumprir com o que combinaram face às necessidades que têm.

No caso de cães essas visitas deverão ser diárias e podem decorrer por uma ou mais horas. Aqui, podes ficar a saber mais sobre as condições dos serviços de Pet Sitting do nosso parceiro, Cão Nosso. 

Estadia familiar

E se o vosso bicho pudesse ficar em casa de um cuidador, com toda a atenção e conforto?

A estadia familiar para cães ou gatos, funciona quase como se fosse um “hotel” privado onde os animais ficam na casa de um cuidador, mantendo o ambiente familiar de casa a que estão habituados no seu dia a dia.

Se pretenderem recorrer a este serviço, aconselhamos que – após uma visita ao local – façam uma ou duas noites de “teste” antes de irem de férias, de forma a garantirem que o vosso cão/gato se adapta bem.

Abrigos para animais

Quando não estão lotados, alguns abrigos para animais disponibilizam-se para receber os animais nos períodos de férias ou de ausência dos donos. Não é apenas uma fonte de receitas extra, é também uma forma de participarem ativamente na redução dos números de abandono. Faça uma pesquisa pelas associações de proteção de animais da vossa área de residência e entre em contacto com elas para perceber se fazem este tipo de serviço de acolhimento temporário e em que condições. 

Depois, recomendamos que agendem uma visita às instalações e conheçam pessoalmente as pessoas antes de lhes confiar os vossos companheiros.

Pet sitting de amigos

Se tens aquele amigo ou amiga que não se importaria, de todo, de ficar pela tua casa enquanto estás fora – de forma a tomar conta do teu animais de estimação, aproveitando para te regar as plantinhas – esta é uma ótima alternativa!

 

Pet Sharing

Esta é uma comunidade que permite unir quem não tem onde deixar os seus animais de estimação e as pessoas que desejam acolher esses animais durante as férias. Um modelo que está relativamente enraizado lá fora, mas que em Portugal não é ainda muito comum. Quem sabe não começa a ganhar força com o crescimento da procura para ela?

Fatores a considerar para decidires onde deixar o teu animal de estimação nas férias:

  • Raça de animal: que tipo de cão/gato tenho? Como se comporta com outros animais? E com pessoas que não conhece bem? Com cheiros novos? Em qualquer ocasião, não apenas nesta, é fundamental perceberes que tipo de cão ou gatos tens. Se tiveres um cão, facilitamos-te a pesquisa partilhando o  Guia de Raças do nosso parceiro Cão Nosso.
  • Hábitos: seguramente que o teu cão/gato já tem uma rotina, com alguns hábitos e vícios. Apesar das férias serem uma temporada de curto prazo, é importante que este mantenha os seus hábitos diários: passeios, alimentação e descanso, para não sentir a ausência ou alterações de grande impacto à sua rotina que possam provocar falta de apetite e/ou outros problemas.
  • O teu animal de estimação está habituado a dormir em boxes? Se a resposta for “não”, isto não significa que a solução hotel ou abrigo esteja fora de questão, mas significa que pode dar-se o caso de não reagir bem. Se tiveres tempo, nada melhor do que fazer a experiência e levá-lo a passar uma noite de teste para saberes como se adapta e reage. 

O mais importante é que o teu patudo ou bigodudo se sinta confortável e feliz, para que possa usufruir das suas férias tanto como os seus donos.