sumos prensados a frio

Alimentação

Sumos prensados a frio. Perceba porque são a melhor opção para a sua saúde

Ao contrário dos feitos nas liquidificadoras, os sumos prensados a frio extraem todos os sucos das frutas e vegetais. Para além de mais nutritivos, conservam-se por mais tempo.

DOBEM.
leia este artigo em: 4 mins

Longe vão os tempos em que a escolha de sumos naturais em qualquer estabelecimento se resumia a sumo de laranja. Nos últimos anos, os sumos tornaram-se cada vez mais populares, deixaram de ser feitos apenas a partir de frutas, mas também com vegetais, e como esquecer a moda dos sumos detox? Mas apesar de serem cada vez mais comuns, e de muitos portugueses já olharem para a liquidificadora que têm em casa como um robot milagroso para todo o tipo de sumos, este gadget de cozinha pode não ser o ideal para produzir sumos com maior valor nutricional.

“Nas máquinas centrifugadoras e liquidificadoras existem lâminas que trituram os frutos e os vegetais, sendo que nas liquidificadoras é ainda necessário juntar algum líquido, geralmente água, para conseguir liquidificar os alimentos”, refere Sumeya Osman, nutricionista no Therapist, uma cadeia de restaurantes terapêuticos.

De acordo com a nutricionista, ao trabalharem, as lâminas destes utensílios de cozinha sobreaquecem, o que acaba por alterar as propriedades orgânicas das frutas e dos vegetais, e potenciar o processo de oxidação dos ingredientes. “Quando centrifugamos ou liquidificamos as frutas e os vegetais, esse processo pode facilmente levar a um aquecimento da bebida e acelerar a degradação dos nutrientes e antioxidantes dos alimentos.”

Sumos prensados a frio. Mais concentrados e ricos em nutrientes

Podemos estar mais habituados a pedir para prensar um croissant na pastelaria do que pensar num sumo prensado. Mas estas bebidas existem e, segundo Sumeya Osman, são uma técnica que preserva todos os nutrientes das frutas e dos vegetais.

No Therapist, em Lisboa, pode encontrar quatro variedades de sumos prensados a frio, como o Immunity, um sumo de laranja, gengibre, curcuma e cenoura (3,90€). Pode também encomendar pela Uber Eats.

Estes sumos são obtidos, como o próprio nome indica, através de um processo de pressão dos ingredientes, “que permite extrair os sucos das frutas e dos vegetais, bem como preservar todas as enzimas e micronutrientes, como as vitaminas e os minerais” de cada fruta ou vegetal.

Ao contrário dos gadgets de cozinha mais comuns, as máquinas de sumos de pressão a frio, também conhecidas como slow juicer, utilizam uma rotação lenta de uma pinha de pressão, que não corta nem tritura os ingredientes. Neste procedimento, existe uma pressão para que se consiga extrair todos os sucos das frutas e vegetais, obtendo um sumo muito mais concentrado e sem adição de água. “Este tipo de sumos tem uma maior preservação dos nutrientes e dos compostos bioativos, que habitualmente são sensíveis à luz e à temperatura”, afirma Sumeya Osman.