Saúde

Reflexologia. Sabia que pode reduzir a tensão dos ombros a tocar nos pés? Descubra esta e outras curiosidades

Até já podemos ter ouvido falar da reflexologia, mas será que sabemos (mesmo) do que se trata? O livro "Reflexologia para Principiantes" explica como é utilizada esta prática.

A reflexologia podal é uma técnica cada vez mais usada que permite, através de simples toques, ativar a capacidade de autorregeneração do corpo. Mas será que sabemos como é que esta técnica pode promover o relaxamento, estimular a circulação ou equilibrar os sinais corporais de um modo holístico?

A verdade é que todas as zonas do nosso corpo têm um ponto reflexo nos pés, nas mãos e nos ouvidos — sendo o mapa de reflexologia dos pés o mais conhecido e usado em todo o mundo. É então, em determinadas zonas do pé, que a aplicação de técnicas de pressão específicas, com os polegares e os dedos, pode, não só, eliminar certo tipo de bloqueios, como contribuir para estimular a circulação, relaxando o corpo e melhorando as funções fisiológicas. A reflexologia pode assim ajudar a pessoa a sentir-se globalmente melhor.

Contudo, antes de passarmos ao que aprendemos com o livro de Setefanie Sabounchian, “Pressione Aqui! Reflexologia para principiantes” (editado pela Presença em janeiro de 2021; 14,90€), importa esclarecer que esta é uma técnica considerada segura quando executada por meio de toques suaves e quando não apresentar possíveis efeitos secundários.

Segundo a autora, há situações em que a reflexologia é contraindicada e não deve mesmo ser utilizada, como, por exemplo, no primeiro trimestre da gravidez, após o transplante de órgãos, no caso de determinados tipos de cancro, diabetes de tipo 2, hemofilia ou ainda quando se verifica uma alternância entre pressão arterial alta e baixa.

Mas a verdade é que os benefícios associados à reflexologia são vários, podendo passar, segundo a autora, pela diminuição do stresse, — uma vez que “numa sessão de reflexologia, o nosso organismo entra num estado profundo de relaxamento, equilibrando a mente e o corpo e dissolvendo a tensão” — melhoria da circulação, otimização das funções dos órgãos e das glândulas, fortalecimento do sistema imunitário, alívio da dor e desconforto, desintoxicação ou ainda melhoria do sono.

“Muitas pessoas comunicam que dormem melhor após experimentarem a reflexologia. Quando o stresse e a tensão abandonam o corpo, as glândulas funcionam a um nível ótimo, a mente fica mais equilibrada e o corpo é capaz de produzir as importantes hormonas necessárias ao sono”, pode ler-se no livro.

As técnicas de reflexologia são variadas, mas a principal consiste no rolamento com o polegar cuja direção varia consoante esteja a trabalhar em si ou noutra pessoa. Sendo esta uma técnica complexa, o ideal será também consultar um profissional em reflexologia antes de iniciar a prática que é explicada pela autora. Com base no livro, “Reflexologia para Principiantes“, a dobem. reuniu cinco pontos reflexos que o farão perceber a que zona do pé correspondem algumas partes do corpo.

Cérebro

Direitos Reservados

Tal como demonstra a ilustração, é na ponta e na almofada de cada dedo do pé que se localiza o reflexo do cérebro. As pontas dos dedos devem então ser trabalhadas com uma pressão leve e suave, visto que podem ser mais sensíveis devido a razões anatómicas. Segundo a autora, sendo o cérebro o nosso centro de mensagens, ao trabalhar este reflexo estará a ajudar o cérebro a relaxar e a apoiar as restantes funções corporais.

Pulmões

Direitos Reservados

O ponto reflexo dos pulmões, que fazem parte do nosso sistema respiratório, localiza-se, tal como demonstra a imagem, na bola e na almofada de ambos os pés e, segundo a autora, esta zona abrange também a maior parte da área do reflexo do peito.

Estimular o reflexo pode ajudar a relaxar os músculos do peito, potenciando a circulação nessa área — o que ajuda os pulmões a trabalharem melhor. Neste caso, o ponto reflexo do pulmão esquerdo está no pé esquerdo e o do pulmão direito no pé direito

Ombros

Direitos Reservados

É na parte superior dos ombros que se acumula com frequência a tensão que pode derivar do stresse ou de muitas horas de trabalho à secretária. Assim sendo, trabalhar este reflexo, que se localiza por baixo de todos os dedos dos pés, ajuda a relaxar os músculos dos ombros e a reduzir alguma dor ou desconforto que possamos ter.

O livro aconselha a que o reflexo dos ombros seja sempre trabalhado em ambos os pés, mesmo nas situações em que o desconforto só se sente de um dos lados do corpo.

Nervo Ciático

Direitos Reservados

É entre o arco plantar inferior e o calcanhar, em ambos os pés, que se localiza o reflexo do nervo ciático. Segundo a autora, este reflexo deve ser trabalhado de forma suave e pode ajudar a relaxar os músculos da região lombar e, a longo prazo, proporcionar um alívio da dor ciática.

Coluna Lombar

Direitos Reservados

O reflexo da região inferior das costas, coluna lombar, localiza-se, tal como se pode ver na imagem, na borda interior do arco do pé, próximo do calcanhar. Trabalhar este reflexo, em ambos os pés, ajuda a relaxar os músculos ligados a esta zona do corpo, podendo aliviar a tensão lombar. O facto de permitir reduzir dores e desconforto faz com que seja também um benefício para outros órgãos e glândulas. Contudo, a autora alerta que não se deve trabalhar diretamente sobre varizes pois, devido à fragilidade, são consideradas uma contraindicação.