enxaquecas

Saúde

Tem enxaquecas? Fazer ioga pode ser a solução para as combater

Um estudo concluiu que fazer exercício de ioga três vezes por semana pode reduzir as dores de cabeça, e não só.

São dores que chegam sem aviso prévio e que, em casos mais severos, podem ser bastante limitadoras. Dores de um lado da cabeça, ou dos dois, dificuldade em manter os olhos abertos, de ouvir qualquer tipo de ruído e até mesmo náuseas e vómitos são os sintomas mais frequentes das enxaquecas, que muitas vezes só se resolvem com uma boa dose de analgésicos. 

Segundo a Sociedade Portuguesa de Cefaleias, tal como escreveu o jornal “Público” em 2018, cerca de 700 mil portugueses sofrem de enxaquecas. Estas dores de cabeça são consideradas uma doença neurológica que, até agora, não tem uma cura absoluta. Apesar disso, existe cada vez mais pesquisa a apontar soluções de maneira a minimizar este problema. O mais recente, publicado a 26 de maio na revista “Neurology”, concluiu que fazer ioga pode ser a solução para reduzir a frequência, duração e dor causada pelas enxaquecas.

A pesquisa envolveu 114 pessoas que tinham entre quatro a 14 episódios de enxaquecas por mês. Foram divididas em dois grupos, um que estaria apenas a tomar medicação e outro que combinaria os fármacos com a prática de ioga. Além disso, todos foram aconselhados a fazer algumas mudanças no seu estilo de vida, como optar por uma alimentação mais saudável ou dormir melhor. 

Os participantes do grupo do ioga teriam de fazer três sessões semanais de uma hora durante um mês. Passado esse tempo, começaram a praticar ioga cinco vezes por semana durante mais dois meses. Além de fazerem algumas posições de ioga, o treino incluía ainda exercícios de meditação e respiração. 

No final do estudo, todos sentiram melhorias, mas foram os participantes do grupo de ioga que notaram mais diferenças. Os membros desse grupo, que no início do estudo relatavam ter, em média, 9 enxaquecas por mês, chegaram ao fim dos três meses de avaliação com uma média de apenas 4,7, ou seja, menos 48%. 

Em comparação, o grupo que só fez medicação viu uma redução de apenas 12%. Além disso, todos os participantes do estudo que fizeram parte do grupo de ioga relataram que tomaram menos 47% de medicação. 

Os resultados deste estudo vão ao encontro de uma investigação publicada em 2014 pelo “Internacional Journal of Yoga” que concluiu que a prática de ioga poderia ser eficaz no alívio e redução das enxaquecas. Nesta investigação, os especialistas perceberam que a prática de ioga ajudava a controlar as perturbações do sistema nervoso central, bem como a regular o sistema circulatório, ambos associados às enxaquecas.

Que posições podem ajuda a aliviar as enxaquecas?

Existem várias posições de ioga que pode experimentar para reduzir as enxaquecas mas, segundo o site “Mind Body Green”, posições como a Balasana, ou postura de criança, é uma forma de aliviar a tensão na zona superior do corpo e potenciar a circulação do sangue para a cabeça. Este movimento ajuda também a aliviar a pressão de alguns pontos na zona da testa e evita as enxaquecas. 

Já a Mukha Svanasana, também conhecida como a posição de cão a olhar para baixo, mistura a abertura das costas com o alongamento da parte de trás das pernas e, mais uma vez, faz com que haja mais sangue a circular na zona da cabeça.

Pode também experimentar a Viparita Karani, ou postura invertida, que, tal como nas anteriores, ajuda a promover o fluxo sanguíneo para a zona da cabeça. Quanto mais sangue e oxigénio estiverem a circular nessa região, menos dolorosa será a enxaqueca. 

Um dos principais motivos que causa as enxaquecas é o excesso de tensão acumulado na zona dos ombros e pescoço. Ao fazer a posição Chakrasana, ou a ponte — sim, a mesma que fazia nas aulas de Educação Física — vai conseguir aliviar a tensão nestas zonas e, assim, prevenir as dores de cabeça.