sítios mais saudáveis para se viver

Lifestyle

Estes são os 20 sítios mais saudáveis para se viver — e há duas cidades portuguesas na lista

Portugal e Espanha lideram o ranking e o Reino Unido ficou em 20º lugar. Descubra o que faz do nosso País um dos mais saudáveis.

Portugal foi considerado o segundo País mais saudável do mundo e Lisboa a terceira cidade entre os 20 sítios mais saudáveis para viver. Em ambos os rankings perdemos para Espanha, que além de ser considerado o país mais saudável do mundo, tem duas cidades a liderar a lista — Valência e Madrid, respetivamente.

Entre os critérios que o “money.co.uk“, um site britânico de comparação de preços, teve como base para a realização dos rankings estão a expectativa de vida, os custos para ser saudável, a poluição do ar, as taxas de obesidade, a segurança e as horas de luz solar.

Este último parâmetro deu-nos alguns pontos de vantagem, uma vez que se registaram 2806 horas em Lisboa face às 2769 registadas em Madrid, Espanha. Lisboa, assim como o Porto, que ocupa o 13.º lugar da lista, são, aliás, das cidades com mais horas de luz solar por anos de toda a lista. As duas cidades portuguesas são apenas ultrapassadas por Perth na Austrália ou Muscate, no Omã, que conta com 3493,3 horas de sol. Mas a verdade é que não é de agora que a luz solar nos beneficia, dado que o sol é o nosso grande cartão de visita.

Contudo, Espanha ganha como sendo um dos sítios mais saudáveis para se viver pelo facto de juntar uma série de outros fatores. No geral, a população espanhola segue uma dieta mediterrânea forte em ómega-3, gorduras e proteínas, que diminuem o risco de doenças, logo, aumentam a esperança média de vida, e ainda o facto de cumprirem com as horas de refeições sociais. Fazer a alimentação nos horários certos e com a companhia certa não só permite diminuir a obesidade, como ajuda a promover a saúde mental ao permitir uma maior conexão com a família e amigos, de acordo com o site britânico.

Depois de Espanha e Portugal, o terceiro lugar do pódio é ocupado pela Suíça. No fim da lista ficou o Reino Unido que é, curiosamente, o país onde está sediado site que desenvolveu o estudo. O resultado deve-se à elevada taxa de homens e mulheres acima do peso considerado normal — 67% nos homens e 60% nas mulheres — e também pelo facto de ter poucas horas de luz do dia.

Também em nada contribui o facto de Inglaterra ter um elevado custo de vida que, consequentemente, faz aumentar a criminalidade, outros dos critérios considerados para o estudo.

Veja nas imagens abaixo quais são os 20 sítios mais saudáveis para se viver em todo o mundo.