roer as unhas

Lifestyle

Costuma roer as unhas? Esteticista explica como acabar com o hábito

Não meter as mãos na cara é uma das regras desta altura de pandemia. Mas e quem rói as unhas? Não é fácil acabar com o vício, mas há truques. Uma esteticista explica o que fazer.

DOBEM.
leia este artigo em: 3 mins

Com tudo o que está a acontecer, é normal que quem tenha o vício de roer as unhas esteja a fazê-lo mais que nunca. Esta quarentena deixa-nos sozinhos em casa, sem ninguém que nos diga que temos de nos livrar dos maus hábitos, como roer as unhas.

Contudo, roer as unhas pode ser um problema sério, por isso, fomos falar com uma esteticista que nos ajudou a perceber como deve impedir isso e porque é que morder as unhas é tão satisfatório para alguns. Depois de deixar este hábito até pode começar a experimentar tendências de nail-art.

Vânia Rodrigues, esteticista há 15 anos, diz que não existem métodos milagrosos que evitem este vício, mas que se alguém quer deixar de o fazer, a pessoa precisa de interiorizar que realmente o quer fazer. “Roer as unhas é muito provocado por stresse ou ansiedade.”

Pela experiência com as suas clientes, a esteticista sugere alguns métodos que podem ajudar. “Fazer unhas postiças é um deles, verniz de gel, gel e acrílico podem ser uma excelente solução.”

Mas para aquelas que não gostam ou não podem, “criar o hábito de arranjar as unhas semanalmente, mantendo-as sem cutículas em excesso e convenientemente limadas, também pode ajudar.” No caso de não conseguir fazer isto, há também a opção de as manter sempre curtas, mas limadas, e preferencialmente pintadas, para evitar roer.

E os vernizes que têm o intuito de impedir que uma pessoa morda as unhas? Funcionam? Na opinião da esteticista “os vernizes inibidores não têm muito resultado porque (as pessoas) acabam por se habituar ao sabor.” Em vez disso, a esteticista aconselha o uso de verniz fortificante.

Vânia Rodrigues inclui ainda algumas dicas para quem rói ou já roeu as unhas: “Devem ter sempre uma lima para quando alguma unha lascar poderem corrigir, evitando assim roer. E manter sempre as mãos hidratadas.” porque nos tempos que estamos a viver hoje em dia é cada vez mais importante a higienização das mãos e o roer das unhas é pouco higiénico, além de poder provocar infeções.

Texto escrito por Rita Velha