Lifestyle

5 regras do Feng Shui que prometem tornar a casa mais acolhedora

No livro "Casa com Alma" a especialista dá dicas de como fazer da nossa casa um "refúgio de paz e tranquilidade". Conheça algumas das regras do Feng Shui.

DOBEM.
leia este artigo em: 9 mins

Numa altura em que o nosso tempo é passado maioritariamente em casa, é também neste espaço que fazemos todas as tarefas do nosso dia a dia. Desde o teletrabalho à telescola, sem esquecer as maratonas de filmes e séries aos fins de semana e os jantares de amigos por videochamada, mais do que nunca queremos que as casas sejam um espaço onde nos sentimos bem e à vontade. Queremos também que elas sejam o mais acolhedoras possível, e, para isso, nada como aplicar algumas das regras do Feng Shui.

Paz e tranquilidade são alguns estados de espírito que o Feng Shui pode proporcionar a quem quer tornar a casa num espaço onde se possa relaxar a qualquer momento. E quem é que não precisa de relaxar, especialmente num momento como aquele pelo que estamos a passar? Foi por isso que, com base no livro “Casa com Alma”, a dobem. reuniu algumas dicas de  Vanda Boavida, decoradora, professora e consultora certificada de Feng Shui, a arte de harmonizar espaços. O livro da especialista, editado pela Planeta em janeiro de 2021, um guia prático para o ajudar a reorganizar a sua casa segundo esta arte milenar chinesa que é já adotada por algumas figuras públicas, como é o caso de Cristiano Ronaldo.

Foi em 2015 que a realidade de ter um cancro de pele fez com que Vanda Boavida decidisse transformar a vida na maneira de pensar, agir e sentir. “Passei a ser uma pessoa mais tolerante e especialmente mais focada em mim, nos meus interesses e no meu bem-estar. Essa mudança de pensamento foi alterada com a hipótese de ter de enfrentar a mais dura das batalhas, algo que não poderia controlar. O Feng Shui apareceu como uma das hipóteses para aumentar o meu bem-estar e equilíbrio”, afirma a autora do livro.

O livro foi editado a 12 de janeiro pela Planeta e está à venda por 14,90€

Mas, afinal, que implicações poderão as regras do Feng Shui ter na nossa vida?

Segundo Vanda Boavida este é o método “mais fácil e rápido de renovar a nossa vida” uma vez que os locais onde vivemos podem sempre ser alterados por nós, basta seguir algumas das regras do Feng Shui. As imagens, as cores, as formas e as texturas que nos rodeiam podem alterar a energia que sentimos e, consequentemente, influenciam as nossas ações e os nosso resultados.

Passemos então a cinco das regras do Feng Shui que aprendemos com o livro “Casa com Alma”, e que prometem tornar as nossas casas bem mais acolhedoras.

— Elaborar um “Vision Board” ajuda a manter o foco e a noção clara dos dos nossos objetivos

Aqui, será necessário que cada pessoa determine o que quer fazer na sua vida, quais são os seus desejos, sonhos e ambições e neste aspeto a nossa casa pode ajudar a manter o foco. Segundo a especialista, “ter em nossa casa e/ou escritório os nosso objetivos pessoais e profissionais vai ajudar a manter o foco e a poder dizer que não a várias situações que nos vão desfocar dessa realidade.” Este “vision board” pode assim ser feito em formato A4 que deverá ser dividido por direções.

Resumidamente, para a elaboração deste quadro é essencial que definamos os nosso objetivos concretos e que o “vison board” tenha datas, nomes, imagens e palavras. Este deve ainda ser colocado em sítios de onde possa ser visualizado diariamente como no telemóvel, computador ou secretária de trabalho. As imagens ou palavras, inoperacionais, podem ainda ser colocadas na decoração da nossa casa fazendo com que o “vision board” passe a ter um formato 3D.

— A utilização de cristais multifacetados ajuda a dispersar energias estagnadas

Os cristais são instrumentos utilizados no Feng Shui que ajudam a corrigir o alinhamento de portas e janelas, o alinhamento da porta do quarto e da casa de banho, limpar energias de corredores e muito mais.

Para a utilização correta, é necessário determinar o ponto central da casa, que pode ser feito através da planta da habitação e, posteriormente, colocar o cristal pendurado no teto por um fio

— Os espelhos são um instrumento poderoso com múltiplas funções numa casa

Neste caso, os espelhos são um instrumento muito usado e uma das regras do Feng Shui. Contudo, causam alguma controvérsia por parte dos especialistas, já que esta ideia que varia de acordo com a linha de estudo da técnica.

Segundo Vanda Boavida, os espelhos conseguem ativar, ampliar e fazer circular a energia “chi” positiva no ambiente e ainda combater energias negativas. Assim sendo, a utilização deste instrumento é benéfica em determinados locais da casa como a sala de jantar — uma vez que duplica a informação que está na mesa. As pessoas parecem mais, causando uma maior sensação de convívio e a duplicação de alimentos leva a uma sensação de prosperidade e abundância.

Pelo contrário, os espelhos não devem ser colocados perto das camas, uma vez que potenciam as ondas eletromagnéticas prejudicando a saúde e dificultando o sono. Nestes casos, a sugestão é que, caso não seja possível retirá-los do quarto, se coloque um lençol a cobri-los durante o período da noite.

— As plantas são indispensáveis em qualquer ambiente equilibrado com Feng Shui

Vanda Boavida faz questão de salientar que as plantas funcionam como “verdadeiros remédios para curar o ambiente, trazendo para casa a energia “chi” e fazendo-a circular”.

Contudo, é essencial que as plantas estejam sempre arranjadas e saudáveis devendo ser substituídas por outras caso estes aspetos já não se verifiquem.

Quanto às flores, Vanda desaconselha a utilização de flores secas uma vez que, para além de acumularem pó, representam a natureza morta. Ao contrário das flores frescas, estas não têm qualquer tipo de cheiro e não conseguem proporcionar fragância e vida nos espaços em que se encontram. As plantas são ainda recomendadas em ambientes sem luz devendo a escolha basear-se em função da sua capacidade de adaptação a essas circunstancias.

— A forma como organizamos o nosso escritório pode fomentar o sucesso

No livro, Vanda Boavida dá algumas dicas sobre como devemos organizar o nosso escritório e quais os materiais aos quais devemos dar prioridade. De modo a transmitir alguma trivialidade, é essencial que a secretária onde trabalhamos se mantenha sempre arrumada e, se possível, sem papéis.

A escolha da cadeira da secretária é também importante. Esta deverá ter dois apoios laterias para os braços de modo a estimular o conforto e a sensação de poder, criando estabilidade. O escritório deve também ter pequenos apontamentos de decoração amarelos pois esta cor facilita a concentração e foco. A secretária deve ainda estar posicionada o mais perto possível da janela para que se possa usufruir de luz natural e da vista para o exterior.