fazer um agachamento perfeito

Exercício

6 regras básicas para fazer um agachamento perfeito — e conseguir bons resultados

Há seis mandamentos que deve seguir para não comprometer a sua saúde e, claro, o sucesso do trabalho de reforço muscular.

Pés à mesma largura do que os ombros, olhar em frente, costas direitas. Serão estas a únicas regras que precisa de seguir para fazer um agachamento perfeito, certo? Talvez não.

Pode parecer um movimento simples, mas a verdade é que fazer um bom agachamento implica seguir algumas normas básicas, embora ainda desconhecidas ou pouco levadas à letra pelos adeptos de fitness. É que, mesmo sem querer, e por mais que pensemos que estamos a fazer o movimento corretamente, a realidade é que há erros que quase todos cometemos sem nos apercebermos. Um dos mais comuns é, por exemplo, é realizar o exercício demasiado rápido, o que acaba por causar menos instabilidade e pode comprometer a viabilidade do exercício.

O que é certo é que este é um dos exercícios que, quando é bem feito, pode ser o ideal para conseguir bons resultados. Para isso, há que saber realizar o exercício corretamente. A dobem. foi à saber quais são as regras básicas para fazer um agachamento perfeito e, acima de tudo, eficaz, junto do personal trainer do estúdio E-FIT Isabel Silva, Joel Varzea. O PT confessa que está habituado a ver alguns dos erros mais comuns durante os treinos que acompanha e que, por isso, sabe exactamente o que deve fazer para realizar um bom agachamento, isto, claro, caso não tenha um profissional ao seu lado para corrigir a postura.

Tome nota de tudo o que precisa de fazer para fazer um agachamento perfeito e, se possível, utilize um espelho para confirmar de está, realmente, a realizar o movimento corretamente.

6 mandamentos para um bom achamento

  1. Manter os pés à largura dos ombros;
  2. Ter sempre os joelhos na direção da ponta do pé;
  3. Agachar com a força a ser exercida sob o calcanhar;
  4. Fletir os joelhos e fazer movimento de descida com a anca (imagine que tem uma cadeira atrás onde se vai sentar);
  5. Contrair o abdominal durante todo o movimento;
  6. Olhar em frente com o peito aberto.

Para o PT, estas são as principais regras que qualquer pessoa deve ter em conta para fazer bom agachamento, mas não deixa de referir que cada caso é um caso: “Obviamente que pode ser preciso mais algumas dicas, porque tudo varia de pessoa para pessoa”, destaca.

O problema de agachamentos mal feitos não está só no facto de condicionar o sucesso do reforço das pernas e, fundamentalmente, nos glúteos, um dos principais grupos musculares que trabalha ao fazer este exercício. Há também que ter em conta as complicações de saúde que um agachamento mal feito pode trazer tanto a curto como a médio/longo prazo.

“Fazer o agachamento de forma errada pode levar, com o passar do tempo, ao aparecimento de algumas lesões osteoarticulares/musculares, principalmente lesões na articulação do joelho e zona lombar da coluna”, refere Joel Varzea, destacando que estas são as mais frequentes.