motivação para treinar

Exercício

Falta-lhe motivação para treinar? Este circuito de 30 minutos pode ser feito em qualquer lugar

O treino é sugerido por Mafalda Byrne, fundadora da OMNI, uma nova plataforma de treino pensada para mulheres. Não precisa de qualquer equipamento específico para fazer estes exercícios, só de força de vontade.

Já passou um ano desde que a pandemia chegou a Portugal, e, com ela, vieram também inúmeras mudanças na vida de cada um. Uma delas foi no exercício físico, em que num ano tão atípico tivemos de nos adaptar às novas formas de treino e aos novos locais para o fazermos, e também de ganhar motivação para treinar. Os treinos passaram a ser feitos em casa — em qualquer divisão que tivesse espaço — ou até mesmo ao ar livre, desde que cumprindo com as normas de segurança, claro.

E se por um lado houve quem tenha realmente investido nos treinos em casa, por outro houve quem perdesse grande parte da motivação para treinar, por não saber bem por onde começar sem ter o apoio de um PT ou por falta de equipamento. Se ainda está nesta fase, e apesar de a abertura dos ginásios já não ser uma realidade de um futuro assim tão distante, começar não é assim tão difícil: basta ter motivação para treinar, e encontrar o circuito certo.

A dobem. falou com Mafalda Byrne, fundadora da  OMNI, uma plataforma de treino pensada exclusivamente para mulheres, que partilhou um treino em circuito de full body que pode ser feito em qualquer lugar, e trabalha várias zonas do corpo.

Para fazer este treino, não precisa de qualquer tipo de equipamento, mas no caso de querer tornar os exercícios mais desafiantes,, pode utilizar discos, halteres, garrafões, uma mochila com livros ou uma corda para saltar.

O circuito consiste em três rondas de seis exercícios (com a duração de um minuto cada). Sendo que entre cada ronda, faz uma pausa de um minuto para recuperar.

A personal trainer sugere, para começar, um breve aquecimento para aumentar o ritmo cardíaco e preparar o corpo para o treino. Para o fazer, comece por saltar à corda durante dois minutos (se não tiver corda, imite o movimento), de seguida leve os calcanhares em direção aos glúteos por um minuto, e, logo a seguir, eleve os joelhos.

Mafalda aconselha depois a passar à mobilização articular por dois minutos numa velocidade moderada a rápida, passando pela amplitude total de cada movimento. Isto passa por rodar e mexer os diversos membros, entre eles a cervical, os ombros, os cotovelos, a anca, os joelhos e por fim os tornozelos e pulsos.  

Depois de fazer todo este aquecimento e de já ter motivação para treinar, pode então passar ao circuito

Treino Full Body

Agachamentos (1′)

Ponte de glúteos (1′)

Dorsal dinâmico (1′)

Flexões (1′)

Lunges alternados (1′)

Prancha Moutain Climber (1′)

No final das três rondas, é recomendado tirar cinco minutos para fazer técnicas de relaxamento, de forma a que a frequência cardíaca volte à sua normalidade. Pode andar mais devagar, deitar-se numa posição confortável e relaxante ou respirar profundamente.

OMNI, a primeira plataforma de treino pensada por mulheres, para mulheres

Mafalda Byrne revela em conversa à dobem. que, apesar de ter iniciado a sua carreira em Relações Internacionais, decidiu mudar de vida e começar a estudar Educação Física e Desporto. Esta mudança aconteceu na altura em que tirou a sua primeira licenciatura, porque deixou de treinar tão frequentemente na faculdade. Depois de um estágio na área do Desporto, percebeu que aquele seria o seu novo rumo, que iria ter resultados palpáveis e foi construindo o percurso nessa área.

“O que eu senti aqui, é que conseguia ver diretamente os resultados e isso preenchia-me a alma, eu preciso muito disso, alimenta-me. Nesta profissão é incrível o impacto que se consegue ter na vida das pessoas. Sem dúvida que essa foi a razão, assim principal, que me levou a mudar de rumo”, acrescenta.

O nome surgiu, curiosamente, de um trabalho durante o curso onde Mafalda deu o nome de “OMNIUM” a uma marca fictícia de roupa feminina, inclusiva, sustentável e desportiva. Deu-se assim origem ao nome OMNI, do qual nasceu uma plataforma com um outro propósito: desporto e exercício físico. “Decidi pôr aquilo em stand-by mas, entretanto, comecei a trabalhar como personal trainer e pensei ‘vou adaptar isto agora a uma coisa que faça sentido’, e fez todo o sentido”, partilha.

A plataforma, que promete ser um local seguro para que as mulheres sintam motivação para treinar e possam fazer exercício sem qualquer tipo de preconceito, tem quatro planos de treino e todos eles permitem ser membro da “OMNIarmy”.

O plano mais simples, “OMNI Go” tem um custo de 7,97€ por mês e inclui acesso ilimitado a vídeos de treinos na plataforma. O plano seguinte, “OMNI plus”, inclui, para além dos vídeos de treino, acesso aos treinos em direto. Os outros dois planos são mais personalizados e um deles conta também com aulas privadas com Mafalda sendo que, nesse plano, os treinos têm de ser realizados em Lisboa.

Para saber mais sobre esta plataforma ou fazer a inscrição, site oficial da OMNI.