Exercício

Há um novo ginásio que só tem três modalidades e promete “mudar toda a gente”

Com pouco se trabalha literalmente dos pés à cabeça neste ginásio que acaba de se instalar em Lisboa. Fomos conhecer o conceito e contamos tudo.

O número três está a associado ao equilíbrio, não só por representar os três vértices de um triângulo, como por estar na génese do ditado “três, a conta que Deus fez”. Como o equilíbrio é também aquilo que todos procuramos na vida, surgiu um novo ginásio que assenta também neste número.

Fundado por três entusiastas do fitness, Miki Molnar, Mike Teixeira e Guillaume Puget, foi pensado para responder a três pontos de equilíbrio do Ser Humano: mente, corpo e a relação com os outros.

Tudo isso é oferecido pelas únicas três modalidades disponíveis no ginásio Amplify — Yoga, Bootcamp e Cycling —, mas apesar de já termos percebido a relevância destes valores, resta saber o porquê de terem escolhido estas modalidades em específico.

“Os nossos três treinos transformadores são mais do que apenas exercício físico. Treinamos o corpo e a mente ao mesmo tempo que ajudamos a comunidade a alcançar a melhor versão de si mesma. Todos os detalhes das aulas estão desenhados para trazer algo que nunca foi experienciado antes”, revela o coach manager do Amplify, Miki Molnar, à dobem.

Apesar de ter origem húngara, o profissional de fitness já andou por todo o mundo, incluindo nos melhores estúdios de Paris e Zurique, antes de se estabelecer por cá há três anos para, em 2020, amplificar a oferta de ginásios em Portugal.

Consigo está Guillaume, que trouxe a experiência como investidor bancário para o projeto e Mike, com família no Porto, que antes de se fixar em Portugal trabalhou na área da tecnologia em Paris.

Em comum, Miki, Mike e Guillaume têm o gosto pelo fitness, bem-estar e por Portugal, que os levou a instalar em outubro em Lisboa, mais precisamente na rua Mouzinho da Silveira, junto ao Marquês de Pombal, o espaço inovador inspirado nos estúdios de fitness de Paris e Nova Iorque.

O que é que este ginásio quer amplificar?

O peso não é de certeza uma das coisas que o novo espaço vai amplificar, até porque os treinos de alta intensidade da modalidade bootcamp não o permitem.

O Amplifty compromete-se então a amplificar a forma como a “prática de fitness consegue transformar a vida”, diz Miki, e, para isso, o objetivo das três modalidade é mostrar que o exercício físico não só é acessível a todos, como divertido.

“Não há julgamentos ou competição nas aulas. Não interessa se é a primeira vez ou a centésima sessão connosco, vamos dar opções e variações para progredir e mudar toda a gente”, promete o coach manager do Amplify.

Toalha, água e álcool-gel na mão: tudo pronto para o treino

Se a pandemia fosse uma série de burpees, em minutos o problema estaria resolvido e o esforço que andamos a fazer à meses para combater a COVID-19 terminaria.

Como este é apenas um cenário hipotético, além de abrir com foco no corpo e na mente, o Amplify teve de zelar pela segurança de quem não quer parar depois de um dia em teletrabalho, afastando assim o sedentarismo dos problemas que o vírus tem causado.

“Com a segurança da nossa tribo em mente, abrimos o estúdio da forma mais segura possível, respeitando todas as regras de saúde e segurança das autoridades”, revela o profissional de fitness Miki Molnar.

Entre as medidas adotadas, está o distanciamento social, películas de proteção, sistema especial de mudança de ar, limpeza intensiva dos espaços de treino e intervalo de 20 minutos entre cada sessão, dispensadores de álcool-gel por todo o lado e ainda uso de máscara em áreas comuns.

Isto sim, é já um bom aquecimento antes de qualquer prática e, no fundo, o treino necessário para prevenir a COVID-19, da mesma forma que o exercício previne todas as doenças cuja prescrição do médico começa com “tem de fazer mais exercício”. E nós, bem mandados, temos agora mais uma oportunidade para obedecer com o novo ginásio.

Para quem quer experimentar o Amplify pode marcar uma sessão gratuita ou adquirir o pack de boas-vindas que permite experimentar as três aulas de assinatura do estúdio por 20€.

Há ainda três packs cujos valores começam nos 14€ para uma sessão, 60€ para cinco, 115€ para dez e 210€ para 20 sessões e outras opções de subscrição: duas (60€), três (75€) ou sessões ilimitadas (90€) por semana.