abdominais

Exercício

Esqueça os abdominais. Este é o melhor exercício para tonificar a barriga

Basta um movimento para reforçar toda esta zona do corpo, e não precisa de o fazer assim tantas vezes para conseguir ver alguns resultados.

Quando falamos em reforço do core, um dos exercícios que nos vem logo à cabeça são os abdominais. É aquele movimento clássico para quem quer conseguir ter uns abdominais bem definidos mas, ao mesmo tempo, reforçar a zona da lombar, evitar as dores nas costas e melhorar a postura. Mas, segundo os especialistas, há um outro exercício bem mais eficaz: a prancha dinâmica. 

Segundo Moe Daniels, fundadora da Sweat Pilates, nem toda a gente faz os abdominais corretamente, o que além de não trazer resultados, pode causar mais danos ao corpo a longo prazo. 

“Muitas pessoas empurram o umbigo para fora em vez de fazerem força para o centro do corpo, de maneira a ativar o core”, explica a especialista à revista “Well+Good”. “Ao fazerem-no, o movimento de rodar para voltar à posição inicial vai colocar mais pressão sobre as costas e o pescoço.”

Já uma prancha dinâmica, onde faz vários movimentos de um lado para o outro e pode até trazer os joelhos para o lado do corpo, quase como se fosse um mountain climber, acaba por ativar toda a musculatura da zona abdominal. Além disso, está também a fazer algum trabalho de pernas, braços e peito, que acabam por ser necessários para garantir a estabilidade ao corpo. O resultado final? Um trabalho intenso de fortalecimento de core, que ajuda a tonificar a zona da barriga.

Quer isto dizer que deve deixar de fazer abdominais? Nem por isso. Deve sim saber a técnica correta para os realizar, de maneira a não causar esforço na zona lombar e da cervical. Na realidade, quando bem feito, os abdominais — ou crunches —, são dos exercícios que mais ajudam a reforçar a zona da barriga. 

Claro que sabemos que fazer uma prancha, por si só, já é um desafio, e a realidade é que nem toda a gente as sabe fazer corretamente. O melhor será sempre começar por se tornar num expert em pranchas com os cotovelos apoiados no chão, paralelos aos ombros. Depois, basta fazer força com os glúteos e ativar o abdominal para aguentar a posição durante o máximo de tempo possível, sem nunca deixar as ancas descaírem. 

Depois de conseguir fazer bem a prancha de ombros estática, pode começar a introduzir alguns movimentos para tornar o exercício mais desafiante. Uma das coisas que pode fazer é movimentar o corpo para a frente e para trás, de maneira a que a cabeça ultrapasse as pontas dos dedos, e depois voltar para trás apoiando os pés no chão. 

Pode também utilizar os músculos oblíquos para mexer a anca de um lado para o outro. O objetivo é que as ancas chegam o mais perto possível do chão e depois faça força com o abdominal para regressar ao centro. Repita o movimento várias vezes para conseguir ainda mais resultados.