O look que escolhi para a inauguração do E-FIT Isabel Silva

O dia em que inaugurei o meu estúdio de treino, o E-FIT Isabel Silva, foi muito emotivo para mim.
Leia este artigo em: 5 mins
19.05.2019

Como já vos contei, neste artigo que podem ver aqui, o dia em que inaugurei o meu estúdio de eletroestimulação foi incríbel. Mas o que vocês talvez não saibam é que este dia começou bem cedo, às 7 horas da manhã, quando fui fazer um treino para começar bem o dia.

Depois, foi preparar tudo e ir em direção ao Jupiter Lisboa Hotel, que fica ali na zona do Campo Pequeno, bem perto do meu E-FIT. Já lá tinha a minha mega equipa à espera, assim como as minhas meninas da Sparkl, que estavam prontas para me maquilharem e pentearem.

O meu look

Muita gente que viu a minha roupa me fez várias perguntas, e a verdade é que, para vos falar deste conjunto tenho de vos explicar o porquê desta escolha. Já falei várias vezes aqui no blog que estou num caminho. Um caminho que me vai levar a uma vida mais sustentável, plena, consistente e, por consequência, mais feliz. Para isso, tive de passar por diversas fases. 

Já dei passos na minha alimentação — tenho perfeita noção do que me faz sentir bem e qual é a comida que me faz brilhar. Gosto de me alimentar de forma consciente e de uma forma responsável, mas a verdade é que, à medida que os anos vão passando, tenho sentido a necessidade de prolongar esta minha consciência para outros aspetos da minha vida.

Todos nós nascemos para estar na natureza e com a natureza, tudo o que fazemos na nossa vida tem um impacto nela, seja o que comemos, como vamos para um certo sítio, ou as coisas que temos em casa. Sei que ainda tenho um longo caminho a percorrer e ainda há certas coisas por descobrir, mas tudo isto tem de ter um equilíbrio e, como já expliquei aqui quando iniciei o desafio da minha Quaresma Vegana, não quero ser fundamentalista nem estou aqui para julgar ninguém.

Aquilo que fui percebendo é que, além da minha alimentação, ainda há muito que posso fazer pelo nosso planeta. Porque é a nossa obrigação tomar conta do sítio onde vivemos e do que nos rodeia, e não estou só a falar na nossa casa e nas escolhas que fazemos na alimentação, mas também é importante cuidarmos do planeta.

E o que muita gente não sabe é que tudo aquilo que vestimos tem um custo, seja para a pessoa compra, para a que faz ou para o ambiente, e dentro deste meu percurso mais sustentável, percebi que há certas escolhas que posso fazer no que diz respeito ao meu guarda-roupa. 

Meninas (e meninos também), vocês sabem o quanto é tentador comprar roupa, e eu confesso que por vezes também sinto essa vontade, mas nunca fui a pessoa que vai a uma loja e vem de lá com um saco cheio, só para estar a voltar no mês seguinte. Prefiro ter pouco, mas bom, e aproveitar aquilo que visto. A ideia é, olhar para uma peça e pensar “Belinha, vais usar isto mais do que 30 vezes num ano? Se sim, leva”.

Foi por isso que para este look quis optar por um conjunto que fosse diferente, único e especial e para isso fui até à Fair Bazaar, uma loja que tem entrado aos poucos na minha vida e que foi onde encontrei também o look que usei no meu aniversário — espreitem o artigo aqui. Quando lá cheguei, encontrei este conjunto lindo da Cleonice.

Esta marca, criada em 2016 — vejam aqui o site — produz todos os seus artigos numa fábrica em Lisboa em pequenas quantidades, que são depois distribuídas para lojas mais pequenas, como é o caso da Fair Bazaar, que podem visitar na Embaixada do Príncipe Real, em Lisboa, ou online aqui. Este conjunto com crop top e calças de cinta subida — podem comprar aqui —, faz parte de uma coleção limitada para garantir o zero waste, e é em poliester e licra que são produzidos através de sobras de tecido das fábricas. 

Mas claro que nestas coisas há sempre um percalço, e quando experimentei o conjunto pela primeira vez percebi que as calças ficavam super compridas. Precisava de arranjar uma solução, e as simpáticas senhoras da Ponto sem Nó, em Campo de Ourique, fizeram-me a bainha em três tempos. Problemas de pessoa pequenina, sabem como é.

Adorei mesmo este conjunto, que combinei com um anel lindo da Eugénio Campos e com os brincos do meu primo, o João Pedro Oliveira, que é ourives e produz peças únicas e super exclusivas. Já tenho várias peças personalizadas lindas que ele fez para mim.

O caminho para o E-FIT Isabel Silva

Dentro desta onda sustentável, não podia deixar de vos falar da nossa viagem até ao E-FIT Isabel Silva. Estava com toda a equipa ali no Jupiter Lisboa Hotel, que fica a cerca de 10 minutos a pé do estúdio e, quando chegou hora de irmos, decidi que não havia necessidade de poluir o ambiente ao ir de carro.

Posto isto, decidimos que íamos até ao E-FIT Isabel Silva a aproveitar o incríBel dia de sol — lá está eu tenho de andar sempre na natureza e a fazer desporto — e fizemos uma caminhada em conjunto até lá. E não é que a meio caminho encontrei a minha malta das obras? O Beto, o Lino, o Telmo, o Carlos, estavam lá todos.

Há coisas que não se explicam, malta, e se tivesse ido de carro muito provavelmente nem os tinha encontrado, estão a ver? Da próxima vez que estiverem a pensar em entrar no carro ou em apanhar qualquer transporte, pensem se não podem fazer essa caminho a pé, vão ver que esses minutos na natureza vão valer a pena. 

O resto vocês já sabem como foi. Muitos abraços, muito carinho e uma tarde muito especial. E digam lá que não estava mega sensualona, hã?

AGRADECIMENTOS

Jupiter Hotel Lisboa

Sparkl

Fair Bazaar

Eugénio Campos

João Pedro Oliveira

New Balance

FOTOGRAFIA

Tiago Caramujo

Eu, Isabel

A Isabel nasceu a 8 de maio de 1986 e é natural de Santa Maria de Lamas. Licenciou-se em Ciências da Comunicação, pela Universidade Nova de Lisboa, e fez uma pós-graduação em Cinema e Televisão pela Universidade Católica. Fez um curso de Rádio e Televisão no Cenjor e foi o seu trabalho como jornalista e produtora de conteúdos na Panavídeo que a levou para a televisão, em 2011. Durante 10 anos apresentou programas de entretenimento e, de forma intuitiva e natural, percebeu que aquilo que a move é a criação de conteúdos que inspirem, motivem e levem os outros a agir. Tem uma paixão enorme por comunicar e tudo o que comunica está intimamente ligado a uma vida natural carregada de energia, alegria e simplicidade.

É autora dos livros “O Meu Plano do Bem”, “A Comida que me Faz Brilhar”, “Eu sei como ser Feliz” e da coleção de livros infantis “Vamos fazer o Bem”.

Descobriu a paixão pela corrida em 2015, em particular pela distância da Maratona – 42.195m. Tem o desejo de completar a “World Marathon Majors” que inclui as 6 maiores Maratonas do Mundo. Já correu Londres, Boston, Nova Iorque e Berlim.

Esta vontade de gerar um impacto positivo nos outros levou-a a criar novas áreas de negócio, como um ginásio de eletroestimulação – o Efit Isabel Silva – uma marca de snacks saudáveis e a VOA.

A 14 de Dezembro de 2016 lançou o blogue Iam Isabel e que hoje, numa versão mais madura, mas igualmente alegre e enérgica, é o canal DoBem.