prisão de ventre

Alimentação

Verdade ou mito. Banana e pão provocam prisão de ventre?

Tanto a banana como o pão são alimentos ricos em fibra sendo, por isso, importantes na regulação do trânsito intestinal. Uma nutricionista explica porquê.

Certamente já todos fomos aconselhados a comer ou não determinado alimento quando temos os intestinos mais presos ou soltos. A verdade é que há mitos que circulam de geração em geração, e a realidade é que todos já ouvimos alguns deles, venham das mães, avós, tias ou amigas. Um deles está relacionado com o facto da banana e o pão serem alimentos que provocam prisão de ventre. Mas será que é mesmo verdade?

“O nosso intestino é bem mais complexo do que a sabedoria popular”, começa por explicar à dobem. a nutricionista Susana Barros, esclarecendo que esta situação em particular é um mito. Contudo, há sempre exceções. “Estes alimentos devem ser consumidos, enquadrados numa alimentação variada, completa, ajustada às necessidades e às tolerâncias alimentares de cada indivíduo”, afirma a nutricionista.

Pão

Segundo Susana Barros, o pão é “uma fonte de fibras, importantes na regulação do trânsito intestinal e na diminuição da absorção do colesterol, sobretudo nas variedades integral, mistura, centeio e outros cereais. Fornece vitaminas (b2 e ácido fólico), minerais essenciais ao organismo (fósforo, magnésio, e potássio), e apresenta ainda menos sal quando comparado com os seus substitutos como as bolachas, bolos ou os cereais prontos a comer.”

O pão é também um alimento rico em hidratos de carbono que, quando consumido, leva a uma maior sensação de saciedade. Para além disso, é ainda “pobre em açúcares e gorduras, dada a simplicidade dos ingredientes e método de confeção utilizado”, garante a especialista.

Mas, tal como já referimos, cada caso é um caso e há sempre exceções quando se trata de determinado alimento ser ou não aconselhado. “Em casos de intolerâncias alimentares ou doença celíaca, o pão de trigo deve ser excluído, optando pelas versões sem glúten, como o pão de milho. Em casos de hipertensão, deve optar-se por um pão mais reduzido em sal no processo de fabrico”, aconselha a nutricionista.

Apesar de afirmar que é um mito o facto do pão provocar prisão de ventre, Susana Barros faz questão de esclarecer que, em determinados casos, essa situação pode efetivamente acontecer, e está tudo relacionado com os ingredientes presentes na composição.

“[O consumo de pão] pode causar prisão de ventre em situações em que são utilizadas farinhas refinadas e que, por isso, o seu teor de fibra é mais reduzido. Outra particularidade em que o consumo de pão pode causar desconforto, como distensão abdominal ou cólicas, é no caso do pão com glúten, quando este é feito com farinhas de trigo, centeio ou cevada. No entanto, estes sintomas só são potenciados e visíveis em pessoas intolerantes ou com sensibilidade ao glúten”, explica.

Banana

Segundo a nutricionista, “a banana é uma boa fonte de energia, constituída essencialmente por hidratos de carbono simples, mas também por fibra, magnésio, vitamina B6 e potássio”. Apesar da maioria das pessoas achar que este é um alimento que se deve evitar em casos de prisão de ventre, Susana Barros explica que esta situação não é assim tão linear e que depende de pessoa para pessoa.

“Há quem fique mais preso e há quem fique mais solto. Depende da saúde da microbiótica, da alimentação total e da quantidade de banana que se come”, diz a nutricionista.

Os altos níveis de fibra fazem com que a banana sacie, ajudando a equilibrar o apetite, e “regule o trânsito intestinal, colaborando no processo digestivo”. Para além disso, este é um fruto rico em potássio e magnésio, ambos essenciais para prevenir as cãibras. Susana Barros refere ainda que a banana é rica em triptofano — o aminoácido precursores da serotonina, a hormona do sono.

Apesar de ser um alimento que apresenta vários benefícios, “em situações de hipercalemia (excesso de potássio), a banana é desaconselhada pelo seu alto valor em potássio”, explica a nutricionista, esclarecendo também que, tanto a banana como o pão, podem ser incluídos na alimentação em situações de perda de peso e obstipação. Contudo, alerta que esse consumo deve ser sempre avaliado por um profissional de saúde.

No que diz respeito à prisão de ventre, a nutricionista esclarece ainda à dobem. que, para a combater, devemos aumentar o consumo de “alimentos ricos em fibra solúvel” como é o caso dos cereais integrais (flocos de aveia e farelo, pão integral ou mistura, arroz e massa integrais), da batata doce, dos frutos secos, de sementes como chia, linhaça ou sésamo e das leguminosas. Frutas como a ameixa, papaia, kiwi, pêssego, laranja e manga podem também ajudar, bem como os legumes de folha verde escura como os espinafres, os grelou ou as couves.

Para além disso, Susana Barros salienta que é essencial garantir uma ingestão adequada de água. “De nada serve aumentar ingestão de fibra se não ingerir água suficiente. Aliás, em muitas situações faz o efeito oposto”, remata a nutricionista.