kitchen dates

Alimentação

As portas do restaurante dos Kitchen Dates vão fechar — mas há boas notícias

O espaço em Telheiras fecha a partir do final de fevereiro, mas os Maria e Rui ainda têm muito para ensinar ao mundo.

Estávamos em outubro de 2019 quando Maria Antunes e Rui Catalão — mais conhecidos como Kitchen Dates —, passaram de servir brunches em casa para abrirem as portas do seu primeiro espaço físico. Apenas quatro meses depois, a chegada da pandemia da COVID-19 obrigou-os a adaptarem o modelo de negócios e agora, pouco mais de um ano e meio depois, as portas do espaço em Telheiras vão ter de fechar.

O anúncio foi feito na passada terça-feira, 9 de fevereiro, através da conta oficial de Instagram. Era por ali que Maria e Rui iam partilhando as várias novidades do seu restaurante onde não geravam lixo e onde todos os produtos que utilizavam lhes chegavam diretamente de produtores da região. A comunidade, que conta já com mais de 26 mil seguidores, ficou então a saber que as portas do restaurante iriam fechar, mas que o projeto não ficaria por ali.

“Um fim que não é o fim”, escreveram no início da publicação. “Atingimos um ponto de desgaste mental, emocional e físico sem retorno. São 11 meses de uma luta desigual contra uma pandemia que destruiu a essência daquilo que tínhamos planeado para esta casa: juntar estranhos à volta de uma mesa para partilhar comida, ideias e experiências.”

Tal como explicam na publicação, a pandemia e o facto de terem de fechar as suas portas ao fim de menos de meio ano de as abrirem, fez com que tivesse de repensar todo o projeto. À dobem., contam que não queriam seguir um caminho que os obrigasse a pedir um empréstimo para sustentarem o negócio.

“Não recebemos qualquer apoio e, os que chegam para a área da restauração, chegam muito tarde, por isso, muitas pessoas pedem empréstimos”, conta Maria Antunes. “Numa fase inicial tínhamos esperança, trabalhámos muito para conseguir sobreviver. Houve a abertura no verão, começámos a trabalhar melhor, com a porta aberta, e chegámos a ter dois estagiários e a ponderar contratar, mas depois entrámos novamente em confinamento e decidimos que não fazia sentido, porque era preciso ter a certeza que conseguíamos pagar um ordenado, por isso, tomámos a decisão mais conservadora de ficarmos só nós a trabalhar.”

O projeto, conta Maria à dobem., sempre foi muito mais do que simplesmente ter um restaurante aberto. A ideia era, acima de tudo, passar mensagens de literacia alimentar, algo que já faziam antes através das suas plataformas digitais. No entanto, a chegada do primeiro confinamento e o facto de perderem o contacto e a proximidade com quem os visitava acabou por fazer com que não passassem a sua mensagem tão bem quanto desejavam.

“Sentimos que com as entregas e o takeaway o nosso papel não estava a ser bem assegurado, por mais que tenhamos todos os cuidados com estas questões, a mensagem não passa tão bem como passaria se estivéssemos em contacto com as pessoas no restaurante.”

Contudo, há boas notícias, até porque o projeto dos Kitchen Dates não vai desaparecer. As portas do espaço em Telheiras vão fechar no final do mês de fevereiro mas, a partir daí, Maria e Rui vão estar sempre disponíveis para aconselhar todas as pessoas que os quiserem procurar para esclarecer qualquer tipo de dúvidas dentro das suas áreas.

“Mantemos o compromisso de um projecto de literacia alimentar com os mesmos ideais”, escreveram no blogue. “Muito provavelmente até estaremos mais activos na partilha de informação que possa ajudar-te a traçar o teu próprio caminho – seja pela sustentabilidade ou pela saúde, pelo consumo de produtos locais e vegetais ou pela defesa do biológico. Estamos igualmente empenhados em ajudar outras empresas e organizações a melhorar as suas práticas. Há um longo caminho a percorrer e queremos continuar a ser um motor da mudança.”

Além disso, os workshops online, seja o de Cozinha sem Desperdício, Fermentados, Pão Artesanal de Fermentação Lenta ou o de Adoçantes Naturais, estão de volta em março. Todas as pessoas que ainda tiverem vouchers para estes workshops, podem usá-los nesta altura.

Já o futuro, ainda é incerto. Maria e Rui acreditam que, em breve, e dependendo do avanço da pandemia da COVID-19 em Portugal, possa ser possível fazerem alguns eventos pop-up, que serão anunciados antecipadamente através das suas plataformas digitais. Mas, num futuro mais próximo, tem uma novidade ainda maior para partilhar.

“No meio de tanta angústia e de tantas feridas abertas queremos partilhar contigo uma novidade cheia de alegria: temos um bebé a caminho”, escrevem na mesma publicação. “E vamos agarrar-nos a ele com toda a força e esperança num futuro mais risonho.”

Por agora, e até ao final do mês de fevereiro, ainda vai ser possível fazer encomendas através do site dos Kitchen Dates. Pode optar por encomendar um dos pratos do menu do dia, que vai mudando todas as semanas, ou um dos produtos da loja, como é o caso do semi-curado de amêndoa (7€) ou da manteiga de avelã (10€).