morangos

Alimentação

Acha que está a lavar bem os morangos? Estes são os 5 passos que tem de seguir

Seja para batidos, smoothie bowls ou simplesmente para comer ao natural, deve lavar corretamente os seus morangos para evitar alguns problemas a longo prazo.

Já sabemos que os morangos estão no topo da lista das frutas com mais pesticidas, no entanto, não é por isso que gostamos menos deles, sobretudo no verão, época em que os morangos estão na época e, por isso, têm muito mais sabor. Mesmo que estejam na liderança desta lista, não se preocupe, podemos continuar a comê-los, mas com um passo em mente: lavar morangos da forma mais adequada, algo que, provavelmente, não está a fazer.

Não basta simplesmente tirar os morangos do frigorífico, passar por água e comer. Na verdade, para garantir que os seus frutos estão totalmente limpos e prontos a consumir, precisa de cumprir com alguns passos. São apenas cinco e, em poucos minutos, tem os seus morangos bem lavados e prontos a comer.

Segundo a Quercus — Associação Nacional de Conservação da Natureza, os pesticidas são “substâncias com capacidade para matar organismos, supostamente indesejáveis”, com efeitos que podem “não se restringir às espécies indesejáveis”, resultando em “efeitos adversos para a saúde humana e ambiente.” Além de também estarem na origem da contaminação da água e dos solos, o envenenamento e outros riscos para a saúde estão entre os problemas da utilização de pesticidas na agricultura.

E se não comprar morangos de origem biológica — e recomendamos que o faça —, se for consumir estes frutos é natural que tenham pesticidas e, por isso, há que consumi-los de forma segura. Afinal de contas queremos os morangos, mas dispensamos eventuais problemas de saúde. Como esta fruta não tem uma camada que a proteja, torna-se essencial lavá-la da forma mais correta. Por isso, se quer continuar a comer morangos sem preocupações é melhor certificar-se de que os lava bem. Como? Seguindo estes cinco passos.

Afinal como é que devemos lavar os morangos?

Higienizar as mãos

Lavar as mãos. Parece algo óbvio certo? Segundo Amanda Truney, porta-voz da Food and Drug Administration (FDA) citada pela revista “Well+Good”, antes de lavar qualquer tipo de fruta ou legume deve garantir que lava as mãos durante, pelo menos por vinte segundos.

Remover partes danificadas

Se o morango tiver alguma parte podre, danificada, se estiver mole demais ou apresentar algum estrago evidente, deve remover essas partes. Embora devamos evitar o desperdício, se um dos morangos estiver com muitas partes danificadas, é mais benéfico deitá-lo fora do que o consumir. Se possível, deite-o para o compostor.

Passar por água

De seguida, coloque os morangos num recipiente e encha-o com água fria — que pode até ser água que aproveitou, por exemplo, enquanto esperava que aquecesse no banho. Lave cada um dos morangos, até a parte da folha, e garanta que faz o processo em todos. Segundo a FDA, a água é suficiente para retirar os eventuais pesticidas desta fruta, contudo, se não se sentir confortável em utilizar apenas água, pode deixar os morangos de molho, durante alguns minutos, em meia chávena de água e um quarto de uma chávena de vinagre.

Secagem

Lavou com água? Ótimo. Deixou de molho? Tudo certo. Só lhe faltam dois passos. Qualquer que seja a lavagem acima referida, “deve de seguida secar os morangos numa tolha de pano ou utilizar rolo de cozinha para remover possíveis restos de bactérias”, acrescenta a especialista. Para além de que, se o morango ficar húmido, pode ter uma menor duração.

Consumir

Uma vez que o processo de lavagem está terminado, é hora de comer os morangos. Mas, se não os tenciona consumir de imediato, há uma dica. Pode guardá-los no frigorífico até surgir vontade de os comer. Quem o afirma é Glenda Lewis, especialista em doenças alimentares da FDA, citada pela “Well+Good”. Para além disso, no caso de querer cortar os morangos para uma salada de frutas, por exemplo, a especialista aconselha a fazê-lo depois de os lavar, desta forma não irá contagiar as outras frutas.