prolongar a vida dos alimentos

Alimentação

13 dicas para prolongar a vida dos alimentos

Sabia que os seus abacates podem durar mais se lhes colocar umas gotas de limão? Descubra esta e outras dicas para poupar a sua comida, e evite ao máximo o desperdício.

Que levante a mão quem não gostava de ter um frigorífico sempre impecável, bem organizado, com todos os alimentos por secção e sem parecer um tetris, tal é a quantidade coisas que tem lá dentro. Na verdade, a não ser que viva sozinho ou que tenha uma cozinha enorme com espaço para um frigorífico XXL, sabemos que o cenário que acabámos de descrever se aproxima de uma utopia.

Mais: no meio de tanta confusão, acabamos por não ter espaço para conservar bem os alimentos, que acabam por se estragar muito mais rápido. E numa altura em que devemos evitar o desperdício ao máximo, em nome do ambiente — a carteira —, é importante que conheça alguns truques simples para prolongar a vida dos alimentos.

Prepare-se para mudar a forma como encara a conservação da sua comida, seja no frigorífico ou fora dele, e espreite estas 13 dicas para prolongar a vida dos alimentos:

  • Sabia que algumas frutas e vegetais produzem um gás chamado etileno (ou eteno) quando amadurecem muito? Para evitar que isto aconteça, e que esse gás passe para outros alimentos, guarde os abacates, bananas, kiwis, mangas, nectarinas, pêras, ameixas e tomates longe de outras frutas e vegetais.
  • Mantenha batatas, cebolas e tomates num local fresco e seco, mas nunca no frigorífico. O frio estraga o sabor destes alimentos.
  • Guarde frutas e vegetais como pêras, pêssegos, ameixas, kiwis, mangas, abacate, melões e bananas num cesto ou recipiente na bancada da cozinha, desde que esteja inteiros e verdes. Assim que começarem a amadurecer, coloque-os no frigorífico. A casca das bananas vai ficar acastanhada, mas o sabor permanecerá intacto.
  • Coloque saladas e ervas aromáticas frescas em sacos bem fechados, com o menor ar possível.
  • Citrinos como laranjas, tangerinas, limões e limas mantém-se bem fora do frio, num local fresco, seco, escuro, e sem serem expostos a luz solar direta durante cerca de uma semana. No entanto, consegue prolongar a vida destes frutos se os guardar no frigorífico, dentro de um saco de plástico perfurado.
  • Enrole o aipo em papel alumínio e guarde-o numa das gavetas do frigorífico, geralmente reservadas aos vegetais.
  • Produtos como cenouras, alfaces e brócolos começam a estragar-se rapidamente assim que são cortados ou que se lhe arrancam folhas. Mantenha-os em sacos de plástico individuais, num local nítido do frigorífico.
  • Se preferir ser mais sustentável, siga a dica da Eunice Maia, dona das lojas Maria Granel, e guarde os legumes e folhas dentro do frigorífico num saco de pano humedecido ou até mesmo num pano de algodão. A vantagem é que “a humidade do pano evapora lentamente e circula no frigorífico, assim mantém a frescura dos alimentos”, garante Eunice.
  • Corte o topo e a extremidade inferior do ananás e guarde-o de baixo para cima. Este gesto ajuda a distribuir os açúcares que ficam acumulados na parte de baixo do fruto durante o armazenamento nos supermercados, e acaba por fazer com que o ananás dure mais tempo sem se estragar.
  • Evite lavar amoras antes de estar prestes a consumi-las. Ao ficarem húmidas, criam bolor mais depressa.
  • Se gosta de lavar, secar e cortar as suas frutas e vegetais todos de uma vez, guarde-os em recipientes de vidro forrados em papel de cozinha, que irá absorver toda a água e mantê-los frescos durante mais tempo.
  • Sabia que umas gotas de limão podem impedir os seus abacates de amadurecerem? Caso tenha abacates abertos em metades, experimente este truque, que garante que estes frutos ficam intactos por, pelo menos, mais um dia.
  • Se precisa de umas gotas de um limão, pique o fruto com um garfo para obter o sumo em vez de que cortar o limão ao meio. Este gesto faz o limão amadurecer e estragar-se mais depressa.