seitan

Alimentação

Vem aí o Dia Mundial do Seitan, uma homenagem ao fundador da cozinha macrobiótica

A celebração está marcada para outubro, mês em que se celebra o nascimento do filósofo japonês que tornou esta dieta conhecida nos países ocidentais.

Já existem vários substitutos de carne, e alguns até menos convencionais, é o caso da casca de banana, que pode ser utilizada para fazer almôndegas, ou a jaca, uma fruta que se pode transformar em algo semelhante a carne de porco. Mas existem outras alternativas para quem leva um regime vegano, como é o caso do seitan e do tofu. No entanto, não havia nenhuma data para celebrar estas alternativas à carne, até hoje. O Dia Mundial do Seitan chegou, e vai ser celebrado pela primeira vez em outubro.

Afinal de contas, sabe o que é o seitan? Não se preocupe se a sua resposta for não, nós explicamos. É uma proteína vegetal, que tal como a nutricionista Ana Brazia Santos explicou recentemente., “[o seitan] é obtido através da farinha de trigo, à qual é adicionada água, formando uma massa que é ‘trabalhada’, um pouco idêntico à preparação do pão. Após um período de repouso, a massa é lavada com água corrente para eliminar o amido de forma que fique unicamente o glúten (parte proteica)”.

Apesar de ser um alimento já antigo, o nome “seitan” surge de “sei” que significa correto, e “tan” que, em japonês, significa proteína. O termo foi designado pelo filósofo japonês, George Oshawa, que em 1962 deu a este alimento, o nome de seitan. E é precisamente como homenagem a Oshawa que surge esta data.

É que o filósofo japonês é considerado o fundador da cozinha macrobiótica, já que foi um dos principais responsáveis pela expansão deste regime alimentar no século XX no Japão, na Europa e na América. Foi Oshawa que, em 1929, saiu do Japão com o objetivo de tornar a dieta macrobiótica conhecida no ocidente. Mais tarde, e após a sua morte a 23 de abril de 1966, os seus discípulos continuaram a expansão do seu trabalho.

Foi precisamente nesse mesmo dia, a 23 de abril de 2021, 55 anos após a morte de Oshawa, que a Love Seitan, um dos principais produtores de Seitan no Reino Unido, declarou que este seria o primeiro ano em que se comemoraria o Dia Mundial do Seitan. A data será assinalada no dia 18 de outubro, dia em que nasceu o filósofo japonês.

Tal como diz Steve Swindon, cofundador da marca, citado pela revista “Plant Based News”, “este é um comunicado muito especial para nós. Temos três objetivos principais: em primeiro lugar, homenagear George. Ele foi um inovador, visionário e levou uma vida inspiradora, dedicada a melhorar a saúde humana. Em segundo lugar, para celebrar e aumentar a consciencialização do seitan como uma das melhores fontes de alimentos disponíveis para um mundo que precisa desesperadamente de fontes de proteína sustentáveis, saudáveis ​​e acessíveis. E, finalmente, para inspirar a criatividade; existem algumas receitas maravilhosas e chefs amadores por aí — estamos ansiosos para ver o que as pessoas podem fazer!”.

Nos últimos meses, o seitan tem vindo a tornar-se cada vez mais popular, especialmente depois de vários utilizadores do TikTok terem começado a recriar a receita através da aplicação. Nos vídeos, muitos referem-se ao seitan como “frango falso”, já que a textura deste popular substituto da carne é muito semelhante à do frango quando cozinhado.

Um dos vídeos mais famosos é o de uma utilizadora que conta com mais de 5 milhões de visualizações, onde explica que o marido adora frango frito mas que nunca capaz de pedir a versão falsa feita com farinha e água, ou seja, seitan, num restaurante. Durante o vídeo, Graca Walter vai preparando a receita onde mistura apenas farinha normal, água e lava a massa até a água sair translúcida. Depois, tempera e frita como se fosse frango. O resultado? O marido aprovou a receita e nem se apercebeu de que não estava a comer frango. A receita foi já recriada por Meerle, uma das produtoras do canal Goodful, do Buzzfeed, e o vídeo conta com quase um milhão de visualizações.