Alimentação

Beber água ajuda mesmo a perder peso?

Com ou sem gengibre, com pepino, ou simples. Será que água emagrece mesmo? Fomos descobrir junto de uma nutricionista.

O mundo da alimentação está imerso em dados que nos mostram o poder dos alimentos, mas também em inúmeros mitos. A água é um deles e não estamos a falar em beber água morna com limão, que muitos acreditam ter a capacidade de nos ajudar a emagrecer, no entanto, esta crença já foi desmitificada por diversos especialistas. “A água com limão sozinha é diurética, mas não emagrece”, esclarece a nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida.

Mas será que a água por si só ajuda a desintoxicar, a reduzir a retenção de líquidos, e, consequentemente, a emagrecer? Foi isso que fomos saber.

“Não há nenhum alimento ou bebida responsável por aumentar ou reduzir o peso. Claro que, se a pessoa está habituada a beber refrigerantes, ou mesmo álcool, às refeições principais, é óbvio que trocar esse tipo de bebidas calóricas por uma bebida sem calorias, que é o caso da água, pode contribuir para a perda de peso”, indica à dobem a nutricionista Rita Teixeira.

Contudo, por si só, a água não desintoxica, nem acelera o metabolismo, ao contrário daquilo que havia sido concluído num estudo de 2003 divulgado pela “Oxford Academic“, que concluiu que “seis minutos depois de beber água, o gasto energético aumentava 30% nos homens e mulheres”.

“O nosso mecanismo de desintoxicação é feito pela urina, pelas fezes e pela transpiração. Claro que a hidratação é importante na eliminação dos resíduos desnecessários através da urina mas não é por consumir mais água que o corpo vai desintoxicar. Comer bem, dormir melhor, praticar atividade física de forma regular, não fumar e ter uma vida com baixo níveis de stress serão certamente bons ingredientes para uma vida (e um corpo) melhor”, explica a nutricionista.

A relação entre o consumo de água e a retenção de líquidos

Quando falamos em retenção de líquidos num juntar com amigas, é quase certo que vamos ouvir um comentário de alguém que defende afincadamente que “tens de beber mais água”. Mas será que a solução passa mesmo por aí?

“Beber uma quantidade de água adequada todos os dias tem diversos benefícios para a saúde. Não é por acaso que um ser humano pode sobreviver alguns dias sem comer mas dificilmente sem beber água. De acordo com National Academy of Sciences os homens devem consumir um total de 3 litros e as mulheres 2,2 litros de água por dia. Estes valores podem oscilar consoante temperatura ambiente, exercício físico ou condições clínicas como a febre)”, refere a nutricionista.

No mesmo sentido, Sérgio Veloso, especialista em nutrição e agora mais conhecido pelo facto de ter acompanhado a influenciadora Helena Coelho na preparação para a capa da revista “Women’s Health“, defende que beber muita água dificilmente ajuda a reduzir a retenção de líquidos e revela que aproximadamente “1,5 litros por dia serão suficientes para a maioria das pessoas”.

“Não faz mal beber três a quatro litros de água por dia”, diz, mas deixa um alerta aos seguidores. “Se o fazes no intuito de perder gordura ou reter menos líquidos, o teu foco está deslocado para o menos importante em todo o processo”.

Afinal, beber água às refeições: a) engorda, b) emagrece, ou c) nenhuma das opções anteriores?

A água não tem calorias e é sempre uma opção mais saudável em relação a qualquer refrigerante ou bebida calórica, mas quanto a emagrecer, as coisas não são assim tão lineares.

“Para emagrecer, a pessoa só precisa, literalmente, de fazer uma coisa: ingerir menos calorias do que aquelas que consome”, destaca a nutricionista Rita Teixeira. Sabe-se, no entanto, que, “tal e qual como a sopa, alimentos com maior teor de água como fruta, hortícolas ajudam no controlo do apetite e, consequentemente, podem ajudar no controlo de peso”, diz a especialista, traduzindo-se em saciedade e perda de apetite na hora da refeições. Se daí resultar uma perda de peso, acontece simplesmente porque houve uma redução na ingestão calórica e não uma ação da água no metabolismo.

“Se a pessoa tem uma sensação de insatisfação e necessita de controlar o apetite, a água vai contribuir mais facilmente para que não esteja sempre a picar”, refere a especialista, exemplificando que se trocarmos umas bolachas ou um bolo por uma bebida aromatizada, um chá gelado, ou uma infusão que não envolva açúcar adicionado, será uma mais valia.

Quanto a colocar aditivos na água, como uma rodela de gengibre, gotas de limão ou paus de canela, apenas dão sabor à mesma —, mas não faz milagres.

“Não há nenhuma evidencia que comprove que a adição de uma erva aromática, fruto ou especiarias seja responsável per si pelo emagrecimento”, remata a nutricionista, destacando que a melhor forma de acelerar o metabolismo é a prática de atividade física de forma regular.